Banquete do Zé Maria

A Pousada do Zé Maria é conhecida por ser uma das mais luxuosas e badaladas de Fernando de Noronha (veja os motivos, de acordo com o próprio Zé Maria); o que poucos sabem é que a pousada é local também de um dos melhores restaurantes de Noronha. E que começou como um encontro com amigos transformou-se, hoje, no maior evento gastronômico de Noronha.

O festival gastronômico da Pousada Zé Maria, às quartas e sábados, costuma ter fila de espera; mesmo os hóspedes da pousada, se não confirmarem reserva, ficam de fora.

Muito mais que um simples banquete, o evento já é considerado uma atração da gastronomia da ilha. Os pratos são apresentados aos convidados pelo próprio anfitrião, o empresário Zé Maria Sultanun.

Entre as mais de 40 opções, o público pode degustar pratos típicos do Nordeste como carne de sol com queijo coalho, siri mole, camarão ao molho de jerimum, etc; diversos pratos internacionais ganharam um toque regional, como o estrogonofe de peixe, o ceviche de meca com laranja e graviola, o gratinado de bacalhau e polvo, bacalhoada portuguesa; segundo Zé Maria, nenhum convidado pode deixar de provar a farofa de pão velho (com alho crocante) e o arroz de jaca.

A apresentação encanta primeiro aos olhos. É difícil à primeira vista saber o que escolher, entre as múltiplas cores e sabores oferecidos. A paella com uma enorme cascata de camarões compete diretamente com um dos peixes servidos; nesse último, como parte do preparo, o pescado é envolto em uma massa de pão extremamente salgada, que funciona como tempero.

Interessado em culinária japonesa? Uma das vedetes é o sashimi preparado no próprio peixe. Ao lado dos sushis, sunomono e outras iguarias orientais, ganha destaque o uramaki de carne de sol com queijo coalho, uma novidade difícil de rejeitar.

Para naturebas: na varanda do restaurante, Zé Maria exibe orgulhoso o que chama de salada viva. Ali, o cliente pode selecionar o alface, rúcula e até o pepino que será posteriormente preparado. Os vegetais que estão ali fazem parte da horta que o empresário mantém em sua propriedade há oito anos; boa parte das plantas é criada com técnicas hidropônicas (ou seja, não são plantadas na terra, e sim na água). Além de abastecer a pousada, a produção ainda supre boa parte da demanda de outros estabelecimentos da ilha.

E se ainda sobrar espaço, reserve-o para o banquete de sobremesas. Pudins de leite e coco, mousse de pitanga e goiaba, brigadeiro de colher, tortas variadas e, para quem quiser aliviar a culpa, um mix de frutas.

Anote os dados:
Festival Gastronômico da Pousada Zé Maria
Onde fica: Floresta Velha
Tel.: (81) 3619.1258
O restaurante abre todos os dias para almoço e jantar.

Às quartas-feiras e aos sábados é realizado o Festival Gastronômico, com reserva antecipada.
Valor do festival: R$ 119,87 por pessoa (bebida à parte)

Tags: ,

Uma resposta to “Banquete do Zé Maria”

  1. Pousada Zé Maria « Fernando de Noronha Says:

    […] hábito de trazer das águas de Noronha o alimento dos visitantes resultou no festival gastronômico que impulsionou para além-mar a fama da pousada.  “Sou um pesquisador, com sentimento, que […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: